Countdown

Monday, November 9, 2009

Lá longe

Voltei de Inglaterra hoje. Tenho mais duas semanas de férias que felizmente vão servir de periodo de reflexão importante.

Foram 4 dias muito, muito intensos. Desde o primeiro instante em que na 5ª feira de manhã pus o pé fora da estação de metro e olhei para a City pela primeira vez que senti uma muito agradável sensação de calor interno de familiaridade. Sim, eu estava a olhar para o mapa para me guiar, estava a olhar para a esquerda ao atravessar a estrada em vez de para a direita e tudo aquilo era novo e mágico para mim, mas sentia-me em casa.

Não quero entrar em detalhes. Contar uma viagem a quem não foi é chato. Porque o que posso contar é onde fui e o que vi. Para que conste vi praticamente tudo o que havia para ver, mas só do lado de fora (excepto o Madam Tussaud's, que era bom demais para deixar passar). A magia da viagem é que acabou por ser um walkabout para mim. Em 4 dias sinto que respondi a mais questões sobre mim que alguma vez tinha conseguido nos últimos 2 anos. Tive tempo para pensar e para colocar as coisas em perspectiva. Tive tempo para estar sozinho e para estar acompanhado. Ri despreocupadamente, chorei, estive apático, alegre, perdido e exactamente consciente de onde estava.

O melhor de tudo foi sentir o ambiente. Eu pensava que o Bairro era um sítio especial. Onde muita gente saía à rua para se divertir nas noites de folga. Eu não estava preparado para o que encontrei. Ali, a cidade saía à rua para celebrar. O que celebravam era com cada um. É melhor deixar à imaginação esse detalhe, que acaba por ficar ainda mais mágico. Mas toda a gente se arranjava cuidadosamente como se fosse uma festa cara de passagem de ano, disfarçavam-se sem motivo de força maior para o fazer e divertiam-se.

Liverpool foi a cereja no topo do bolo. A descrição "ahh... é como o Porto" não faz justiça à realidade nem pouco mais ou menos. Não sei descrever de outra forma. Quem está mais próximo de mim já me ouviu dizer nas úlitmas 24 horas que acordei de manhã, olhei pela janela e pensei: "Encontrei".

Para quem foi comigo, quem encontrei lá e quem conheci lá:

Thank you so much. I have found my home.

3 comments:

  1. Homeeeee I can't say where it is but I know I'm going Hommmmmeeeeeee...That's where the heart issss :P lalala (Ainda bem que foi bom por isso tudo!)

    ReplyDelete
  2. Concordo com a Adek. Casa é onde o coração está! :) Luta pelo teu lugarzinho ao sol, Filipino! :)

    ReplyDelete